sábado, 17 de setembro de 2011



Elas se tornaram a extensão de mim mesma, um outro lado, um outro ponto de vista, são os caminhos que não segui, são as decisões que nunca tomei e metade das realizações que eu nunca quis. E por isso, exatamente por isso, somos felizes.

Quando penso em amor é nisso que penso, as duas me vem automaticamente na cabeça. Mãe é mãe, pai, irmão, família... Mas com as relações de hoje tão dinâmicas e rasas duas pessoas que não tem nenhum vínculo familiar com você te amarem de graça... Eu tenho sorte de tê-las sempre comigo e nenhuma mulher nessa vida vai me fazer sentir mais amada do que elas duas.

Não acredito no amor conjugal, de todas as mulheres que passaram pela minha vida, com certeza as que me ensinaram qualquer coisa sobre o amor foram elas, hora me ouvindo bêbada falar sandices ditas pelo telefone diretamente de outro estado, hora entrando em intensas conversas sobre a minha dificuldade de somente transar sem qualquer apego numa espécie de “ puxão de orelha” ( e isso continua).



Outro dia enquanto riamos provavelmente de alguma besteira no bar, olhei pra elas e me senti feliz, completa. Três tipos de pessoas diferentes com um sentimento em comum: O amor por essa nossa amizade.

Um comentário:

  1. Nossa, depois dessa declaração de amor, não sei nem o que falar... Secarei as lágrimas primeiro e depois falarei que amo as duas de uma maneira inexplicável e sem limites.
    Vc foi a família que eu escolhi! Obrigada por tudo e saiba q p/ tudo estarei aqui, ou ali, tanto faz. É só me chamar, q eu corro p/ te socorrer!
    Te amo!
    Mari

    ResponderExcluir